Glossário da Banca

Glossario BancaA

ACÇÃO
Cada uma das partes em que se divide um capital de uma empresa e representa o direito dos seus donos (accionistas). O accionista tem o direito de receber a parte proporcional dos ganhos anuais da empresa.

ACCIONISTA
Proprietário de uma ou mais acções de uma empresa em sociedade anónima (SA).

ACTIVO
Elemento do património que tem um valor económico para a empresa. Exemplo: um automóvel, um escritório ou uma mercadoria fazem parte do activo de qualquer empresa.

AGENTE ECONÓMICO
Pessoa particular ou qualquer outra entidade (empresas diversas ou Estado) que exerça influência na economia.

B

BANCO
Instituição que recebe dinheiro de uns agentes económicos (depósitos), para o dar de empréstimo a outros agentes económicos (créditos) – serviço de mediação financeira.

BONIFICAÇÃO
Apoio concedido pelo Estado para aquisição de créditos com fins específicos, através da comparticipação nos juros. Exemplo: crédito habitação bonificado.

C

CARTÃO
O cartão é um instrumento que serve como meio de pagamento electrónico ou não.

CAPITAL
Recursos, bens ou valores disponíveis num determinado momento para satisfação de necessidades futuras. Ou seja, é o património susceptível de gerar um rendimento. Constitui um dos três principais elementos necessários para constituir uma empresa.

CAPITAL PRÓPRIO
Fontes de financiamento próprias de uma empresa.

CAPITALIZAÇÃO BOLSISTA
Valor de mercado de uma empresa conforme a cotação das suas acções no mercado, pelo número de acções.

CARTEIRA
Conjunto de valores ou produtos bolsistas que possui um agente económico.

CHEQUE
Ordem escrita que serve de meio de pagamento.

COMISSÃO
Retribuição que se dá a um comissionista por executar certas operações.

CONTRATO
Acto realizado entre duas partes em que transferem entre si algum direito ou se sujeitam a alguma obrigação.

CÂMBIO (CONVERSÃO)
Troca de moedas de diferentes países.

CUSTO
É a medida do que se deve dar para obter ou produzir algo.

COTAÇÃO
Preço registado na Bolsa quando se realiza uma negociação de valores.

CRÉDITO
O crédito bancário é um contrato pelo qual o Banco coloca à disposição do Cliente determinada quantia em dinheiro, e que deverá ser devolvido com juros e acrescido de uma comissão conforme os prazos ajustados.

CONTRATO DE EMPRÉSTIMO
Contrato em que fica registado o acordo estabelecido entre o Banco (mutuante) e o seu Cliente (mutuário) relativo a um financiamento e onde se especificam todas as suas condições (montante, prazos, taxas de juro, etc.). Pode tomar a forma de escritura pública ou documento particular.

D

DÉBITO
Uma das duas partes em que se dividem as contas correntes, sendo a outra o crédito. As colunas que estão sob esta rubrica caso compreendam todas as quantias que são debitadas ao indivíduo ou à entidade a quem se abre a conta.

DEFLAÇÃO
Fenómeno económico que consiste no decréscimo geral de preços causado pela diminuição da quantidade de moeda circulante, o qual, por sua vez, origina uma diminuição no ritmo da actividade económica em geral; é o fenómeno contrário da inflação.

DEPÓSITO
Importância depositada a crédito de uma conta bancária.

DESVALORIZAÇÃO
Diminuição do valor ou preço de um bem, quer em relação ao que tinha antes, quer comparando-o com outros da sua classe.

DÍVIDA
Quantia em dinheiro ou bens que uma pessoa, empresa ou país deve a outra e que representam obrigações que devem ser saldadas num determinado prazo.

DÍVIDA A CURTO PRAZO
Obrigações de pagamento com vencimento inferior a um ano.

DÍVIDA A LONGO PRAZO
Obrigações de pagamento com vencimento superior a cinco anos.

DÍVIDA A MÉDIO PRAZO
Obrigações de pagamento com vencimento entre um e cinco anos.

DÍVIDA AMORTIZÁVEL OU REEMBOLSÁVEL
Uma dívida será amortizável quando, em determinada data, se pagar parte ou a totalidade do capital.

DINHEIRO
É o equivalente de todos os bens e serviços de uma colectividade. Instrumento de capitalização e de mobilização de valor, bem como de liberação de dívidas e obrigações.

DIVIDENDO
Remuneração dos accionistas a partir dos lucros distribuídos.

E

ECONOMIA
Administração correcta e prudente dos bens. Riqueza pública, conjunto de exercícios e de interesses económicos.

EMPRESA
Casa ou sociedade comercial ou industrial fundada para empreender ou levar a cabo negócios.

EMPRÉSTIMO
Dinheiro ou valor que pede um agente económico para mais tarde o devolver.

ESPAÇO ECONÓMICO EUROPEU (EEE)
Os Estados Membros da UE além da Islândia, Liechtenstein e Noruega.

EURIBOR (Euro Interbank Offer Rate)
Taxa interbancária (média das taxas da oferta de fundos praticada entre Bancos), que resulta de um painel de 57 Bancos de países da União Europeia e de terceiros países, escolhidos por serem particularmente activos no mercado do Euro. A Caixa Geral de Depósitos é, neste momento, o único Banco português a integrar aquele painel atendendo ao seu peso no mercado monetário nacional. A Euribor é calculada diariamente para os diversos prazos padrão do mercado financeiro. A Euribor é a taxa de referência (indexante) utilizada no cálculo da taxa de juro dos empréstimos.

F

FUNDOS
Recursos financeiros.

FUNDO DE INVESTIMENTO
Conjunto de valores pertencentes a um conjunto de pessoas, singulares ou colectivas, em que cada participante é titular de quotas-partes dos valores que as integram (unidade de participação). Os fundos de investimento têm por fim exclusivo a constituição de carteiras de valores diversificadas que são administradas por Sociedades Gestoras.

G

GARANTIA
Operação pela qual o Banco garante, perante terceiros, as obrigações assumidas pelos seus Clientes.

I

IBAN
Número Internacional de Conta Bancária. Identifica o número de Conta à Ordem de um Cliente num contexto internacional. Os números identificam os seguintes elementos: País, Banco, conta e beneficiário.

IMPOSTO
Tributo sem contrapartida exigido pelo Estado.

ÍNDICES
Medida estatística destinada a mostrar as mudanças de uma ou mais variáveis relacionadas através do tempo.

INDEXAÇÃO
Mecanismo (convenção) que associa automaticamente a taxa de juro de um empréstimo a uma taxa de referência designada por indexante.

INFLAÇÃO
Excesso de moeda circulante em relação à sua cobertura, o que desencadeia um aumento geral de preços.

J

JUROS
Preço do dinheiro.

L

LEASING
Operação financeira que permite aos empresários e particulares (denominados locatários financeiros) obterem bens mediante um crédito outorgado por uma empresa financeira (arrendador financeiro ou entidade de Leasing).

LIBOR
Taxa de juro que os Bancos, em Londres, praticam nos empréstimos entre si. Esta taxa é utilizada como base para o cálculo de taxas de juro de diversas operações.

LINHA DE CRÉDITO
Compromisso do Banco emprestar dinheiro ao Cliente até um determinado montante.

LIQUIDEZ
É a maior ou menor facilidade que tem o possuidor de um título ou de um activo para o transformar em dinheiro em qualquer momento. É também o grau de conversibilidade rápida em dinheiro de um activo sem que exista perda de valor.

LUCRO
Benefício proveniente da subtracção das receitas pelos respectivos custos.

M

MERCADO
Lugar físico onde são realizados negócios de compra e venda, aluguer ou troca de bens, serviços, aplicações ou capitais.

N

NEGÓCIO
Actividade lucrativa.

NIB
Número de Identificação Bancária, constituído por 21 algarismos.

O

OBRIGAÇÃO
Título negociável representativo de um empréstimo a longo prazo que obriga a sociedade emissora a pagar um juro anual e a reembolsar o capital no fim do prazo estabelecido.

OFERTA
Bens e serviços fornecidos ao mercado.

ORDEM DE PAGAMENTO
Transferência bancária na qual o Cliente deposita em dinheiro o valor a transferir para a conta do beneficiário.

P

PASSIVO
Montante total dos débitos e ónus que tem contra si uma pessoa ou entidade, e também o custo ou risco que equilibra as vantagens de um negócio, tudo o que é considerado uma diminuição do seu activo.

PERDAS
Dano ou perda sofrida por uma empresa devido a situações económicas conjunturais adversas ou má administração.

PERÍODO DE CARÊNCIA
Período em que os Clientes pagam prestações só de juros, findo o qual iniciam a amortização de capital (em prestações de capital e juros).

PIN
Número de identificação pessoal.

PREÇO
Valor pelo qual se avalia algo.

R

REEMBOLSO
Pagamento de importância emprestada.

RISCO ECONÓMICO
Medida das possíveis eventualidades que possam afectar o resultado da exploração de uma empresa, que fazem com que não se possa garantir esse resultado a longo prazo.

RISCO FINANCEIRO
Incerteza nas operações financeiras.

RISCO DE LIQUIDEZ
Possibilidade de uma sociedade não ser capaz de responder aos seus compromissos de pagamento a curto prazo.

RISCO DE TAXA DE JUROS
Risco de perda devido a oscilações das taxas de juros.

S

SALÁRIO
Remuneração de um trabalho por conta de outrém.

SALDO
Quantia de uma conta que pode ser positiva ou negativa.

SOCIEDADE
Agrupamento natural ou acordado de pessoas que representam uma unidade distinta de cada um dos seus indivíduos, com o fim de cumprir, mediante a mútua cooperação, todos ou alguns dos objectivos propostos.

SPOT
Modalidade de crédito a curto prazo para fazer face às necessidades momentâneas.

SPREAD
Margem aplicada pelo Banco sobre uma taxa de referência ou indexante, normalmente a Euribor.

T

TAEG (Taxa Anual Efectiva Global)
Custo total do crédito para o consumidor expresso em percentagem anual do montante do crédito concedido. No cálculo da TAEG incluem-se despesas de cobrança de reembolsos e pagamentos de juros bem como restantes encargos obrigatórios a suportar (impostos, selagem, comissões e seguros de vida).

TAXAS INEXADAS
Taxa de juro variável, composta por um indexante (taxa de referência) adicionado de um spread (margem); as taxas indexadas não variam por decisão do Banco, mas sim com a evolução das condições de mercado.

TAXAS FIXAS
As taxas fixas praticadas pelo Banco, que pretendem cobrir o risco de variações de mercado.

TAXAS DE REFERÊNCIA
Taxa de juro utilizada para indexar a taxa contratual de um empréstimo que passará assim a acompanhar, nas condições fixadas no contrato, as variações que a taxa de referência venha a sofrer, no futuro.

V

VALOR
Grau de utilidade ou aptidão das coisas, para satisfazer as necessidades ou proporcionar bem-estar ou prazer.

VENCIMENTO
Cumprimento do prazo de uma dívida ou de uma obrigação.

Z

ZONA EURO
Todos os países que aderiram à moeda única europeia, o Euro.


Tens mais questões? Tira todas as tuas dúvidas no Guia da Banca.