Oito dicas para poupar nos dados móveis

SaldoPositivo_DicasParaPouparNosDadosMoveis_contCostuma receber frequentemente a mensagem de que está quase a exceder o ‘plafond’ disponível de internet? Este artigo é para si.

Os ‘smartphones’ são cada vez mais utilizados entre os portugueses. Através destes equipamentos, que andam sempre nos bolsos ou carteiras, pode aceder à Internet em qualquer ponto do país; ir às redes sociais, ver vídeos ou conversar com amigos através de aplicações como o “Whatsapp”, “Skype” ou “Messenger”. Segundo dados da Anacom, 68,8% dos portugueses têm um ‘smartphone’ e, dentro deste universo, um total de 6,14 milhões tem Internet no telemóvel. Por este motivo, a maior parte dos tarifários oferecidos pelas empresas de telecomunicações já incluem o serviço de Internet móvel (Banda Larga Móvel). Esta tecnologia funciona com as redes 3G ou 4G.

Quem é utilizador destes dispositivos e costuma aceder à ‘Internet’ com frequência, está familiarizado com expressão “esgotou o ‘plafond’ de Internet” ou “já esgotou 80% do seu ‘plafond’ de Internet”. Isto acontece porque a maior parte dos pacotes comercializados oferecem dados limitados que, se utilizar em demasia a Internet, acabam rapidamente.

O que são os dados móveis?
Cada vez que liga a Internet no telemóvel está a utilizar dados móveis. Quando contrata um serviço de banda larga móvel, está também a contratar uma quantidade de dados móveis – MB (megabytes) ou GB (Gigabytes). As diferentes plataformas usam diferentes dados móveis. Por exemplo, assistir a um vídeo requer mais dados móveis do que abrir um ‘email’.

Para ter a certeza que não está a utilizar demasiados dados do seu tarifário, deverá ter alguns cuidados.

1. Vídeos e música… só com Wi-Fi
Quer assistir um vídeo no ‘Youtube’ ou ouvir música em ‘streaming’? Espere até chegar a um lugar onde tenha acesso à Internet através do Wi-Fi, pois o carregamento de um vídeo ou áudio absorve muitos dados móveis, bastante mais do que ler uma notícia de um ‘site’.

2. Faça a atualização dos mapas ‘offline’
Vai fazer uma viagem sem conhecer bem os caminhos? Cada vez que abre uma aplicação de GPS (faz uma pesquisa ou abre um mapa) está a usar dados móveis. Assim, se quer poupar os dados móveis, faça a pesquisa do percurso quando estiver conectado a uma rede Wi-Fi. Algumas aplicações, como o ‘Google Maps’, já permitem fazer pesquisas em modo ‘offline’. Terá, apenas, que descarregar o mapa da área que vai visitar, antes de começar a viagem. Veja este artigo da Deco para saber como fazê-lo.

3. Atualizações e ‘downloads’ pelo Wi-Fi
Mais uma vez, as ligações Wi-Fi são as suas maiores aliadas para poupar no tarifário de telemóvel. Assim, sempre que pretender fazer o ‘download’ de uma aplicação ou atualizar o sistema operativo, faça-o apenas quando estiver ligado a uma rede Wi-Fi. Além de ser mais rápido, está a poupar nos dados móveis.

4. Opte pelas mensagens instantâneas
Sempre que estiver na rua, e não estiver ligado a uma rede Wi-Fi, opte por enviar uma mensagem instantânea, em vez de fazer uma ligação de voz ou vídeo. Caso esteja a usar a rede móvel, irá gastar muitos dados do seu tarifário. No entanto, se quiser falar por videochamada, segundo um estudo da Deco, opte por recorrer à aplicação do ‘Skype’ ou, se tiver um sistema IOS, o ‘Facetime’. Se tiver um sistema Android, use o programa de videochamadas da Samsung. No entanto, estes dois últimos apenas permitem fazer chamadas entre ‘smartphones’ da mesma marca.

5. Limite o ‘upload’ de fotografias
Não são só os ‘downloads’ que consomem dados móveis. Hoje em dia, com a qualidade que os ‘smartphones’ têm, é possível capturar momentos inesquecíveis e publicá-los imediatamente nas redes sociais. Fazer esse ‘upload’ consome muitos dados, nomeadamente, se a fotografia for muito pesada. Por isso, se não quer ultrapassar rapidamente ‘plafond’ disponível de Internet, tenha consciência na hora de fazer ‘uploads’ de fotografias.

6. Bloqueie os anúncios
Os anúncios e ‘pop-ups’ que aparecem quando está a navegar na Internet ou nas aplicações que tem disponíveis também consomem bastantes dados – além de atrapalharem, muitas vezes, a navegação. Para contrariar esta tendência, existem algumas aplicações, para os vários sistemas operativos, que bloqueiam estes anúncios. Informe-se.

7. Conheça o seu dispositivo
Para evitar a utilização não pretendida do seu tarifário, poderá barrar o acesso de determinadas aplicações, através dos dados móveis. Para saber como limitar o acesso à Internet móvel, consulte as instruções do seu ‘smartphone’ ou contacte o seu operador. Em situações que saiba não querer mesmo ter acesso à Internet, opte por desligar os dados móveis do seu dispositivo. Assim, garante que nenhuma aplicação irá ser atualizada ou gastar Internet sem o seu conhecimento.

8. Controle os gastos
As operadoras de telecomunicações disponibilizam alguns meios para que os clientes conheçam e controlem melhor os seus consumos de dados móveis. Quer seja por ‘download’ de aplicação, ao aceder ao ‘site’ ou através de informação por SMS, o importante é saber como é que poderá conhecer os seus consumos, a qualquer altura do mês. Para descobrir, contacte a sua operadora.

Fonte: Saldo positivo