Programa Carnegie Mellon Portugal renovado por 5 anos

O Programa Carnegie Mellon-Portugal é a primeira parceria internacional entre universidades e centros de investigação nacionais e dos E.U.A. a receber renovação.

O Acordo assinado a 27 de setembro de 2012 dá início à segunda fase do Programa Carnegie Mellon Portugal para os próximos cinco anos, e representa um investimento anual de quatro milhões de euros, financiados pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia.

Programa pioneiro de uma nova visão sobre a investigação no sector das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) em Portugal, a parceria Carnegie Mellon Portugal mostrou-se crucial no reforço da ligação da investigação à indústria. Durante os últimos seis anos, o programa permitiu a centenas de alunos, investigadores e docentes universitários portugueses, o desenvolvimento de projetos com equipas de investigação mundialmente reconhecidas e a sua integração em redes internacionais. Os projetos de investigação conduziram à criação de sete start-ups de base tecnológica, viradas para o mercado global, a juntar às mais de 70 empresas que fazem parte deste programa.

A segunda fase do programa aposta na inovação e no empreendedorismo, face ao enfoque anterior nas áreas de educação e treino, e pretende também reforçar a procura de financiamento para além dos fundos estratégicos nacionais existentes. O novo enfoque do programa segue as recomendações do Relatório da Academia da Finlândia, solicitado pelo Ministério da Educação e Ciência em 2011. Os programas com base na educação pós-graduada (education-based programmes) darão lugar a programas com base em projetos (project-based programes), incentivando a indústria e os grupos de investigação a trabalhar em conjunto na resolução de problemas concretos, em iniciativas que dão pelo nome de “entrepreneurial research initiatives”.

Mais informação.

Fonte: Fundação para a Ciência e a Tecnologia